Google afirma que sua IA, Bard, lidera mercado com modelo de linguagem PaLM

CEO Sundar Pichai compara evolução do Bard a um Honda Civic "tunado"

Sundar Pichai, CEO do Google desde 2015, anunciou que a inteligência artificial generativa da empresa, Bard, recebeu atualizações recentemente. Segundo ele, o novo modelo de linguagem PaLM supera todos os outros no mercado.

Pouco tempo depois de lançar o Bard nos Estados Unidos, Pichai defendeu veementemente a IA generativa da empresa. Durante um episódio do podcast Hard Fork, do The New York Times, ele afirmou que o PaLM é o melhor modelo de linguagem para IAs disponível atualmente. O Bard adotou esse modelo recentemente, deixando para trás o LaMDA.

Google afirma que sua IA, Bard, lidera mercado com modelo de linguagem PaLM
Sundar Pichai apresenta com orgulho a IA Bard do Google, que agora utiliza o modelo de linguagem PaLM.

Na entrevista, Pichai revelou que a migração do Bard para o modelo PaLM aconteceria em breve, provavelmente quando o podcast fosse ao ar. Portanto, é provável que o Bard já esteja utilizando o novo modelo de linguagem.

Publicidade

Comparação do Bard com um Honda Civic

O CEO do Google comparou o lançamento do Bard com o modelo de linguagem LaMDA a colocar um Honda Civic “tunado” para competir com carros mais potentes. Essa declaração sugere, ainda que indiretamente, que Pichai reconhece os problemas iniciais do Bard.

Com o PaLM, uma tecnologia apresentada em 2022 e com maior capacidade de escalonamento que o LaMDA, Pichai afirma que o Bard será capaz de oferecer melhor desempenho. “Seja em debates, programação ou em questões de matemática, o Bard vai mostrar avanços na próxima semana”, disse o líder do Google.

O Bard ainda não foi lançado no Brasil. Contudo, testes realizados por usuários estrangeiros mostram que ele ainda não alcançou a eficiência e popularidade de rivais como ChatGPT e Bing Chat.

Sundar Pichai apresenta o LaMDA CEO do Google em 2022
Sundar Pichai apresenta o LaMDA – CEO do Google em 2022

Pichai aborda carta que pede pausa no desenvolvimento de IAs

No início da semana, uma carta pedindo uma pausa no desenvolvimento das IAs foi publicada e discutida durante a conversa de Pichai com os apresentadores do podcast Hardfork. O CEO do Google considera importante ouvir as preocupações, mas não acredita que seja necessário regular as IAs.

Pichai defende que é melhor aplicar regulações nas indústrias já existentes, lidando com questões de privacidade e saúde, em vez de criar leis específicas para restringir as IAs.

Publicidade

O futuro das IAs e o papel do Google

Enquanto Pichai reconhece a importância de abordar preocupações relacionadas às IAs, ele também enfatiza o enorme potencial que essas tecnologias possuem. O CEO acredita que as IAs podem ser benéficas para a sociedade, desde que utilizadas de maneira responsável e ética.

O Google está comprometido em liderar o desenvolvimento de IAs avançadas e inovadoras, como o Bard, sempre buscando melhorar sua eficácia e capacidade. A adoção do modelo de linguagem PaLM representa um passo significativo nesse sentido, aumentando o desempenho e a versatilidade do Bard.

Colaboração e ética no desenvolvimento de IAs

Uma abordagem colaborativa entre empresas, governos e comunidades é essencial para garantir que as IAs sejam desenvolvidas e aplicadas de maneira ética e responsável. Sundar Pichai reitera a importância de ouvir opiniões divergentes e trabalhar em conjunto para encontrar soluções que beneficiem a todos.

No Google, a transparência e a responsabilidade são fundamentais no desenvolvimento de IAs. A empresa busca constantemente envolver-se com especialistas externos e receber feedback, a fim de garantir que suas IAs atendam às necessidades dos usuários e sejam desenvolvidas de acordo com princípios éticos.

Publicidade

IA em constante evolução

À medida que o campo da inteligência artificial continua a avançar, é crucial que as empresas permaneçam atentas às mudanças e estejam dispostas a adaptar e melhorar suas tecnologias. O Google, sob a liderança de Sundar Pichai, demonstra compromisso em manter-se na vanguarda das IAs, buscando sempre inovações e aprimoramentos.

Embora o Bard ainda não tenha alcançado o sucesso desejado, a migração para o modelo PaLM representa uma oportunidade para aprimorar e expandir suas capacidades. Com o tempo, é provável que a IA do Google continue evoluindo e se tornando cada vez mais eficiente, contribuindo para um futuro onde a inteligência artificial desempenha um papel crucial na resolução dos desafios enfrentados pela sociedade.

Rafael Gouveia

Especialista em SEO, Wordpress e Marketing Digital, Rafael tem 38 anos e é um apaixonado por tecnologia, computadores, videogames e chopp gelado. É o fundador e principal redator do Media Manager, além de atuar como programador, analista e gerente de mídias sociais. Rafael também escreve e compartilha dicas no blog RG Games, que leva o seu nome, e possui alguns canais no YouTube. Nos finais de semana, ele solta a voz como cantor. Além disso, é pai da pequena Maju.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo