WordPress: Da Simplicidade do Editor Clássico à Inovação do Editor de Blocos

Explorando a Evolução e o Futuro da Edição no WordPress

Sabe aquela sensação de quando algo está funcionando perfeitamente, mas, por algum motivo, resolvem mudar e tudo começa a desandar? É uma experiência frustrante, e infelizmente, é o que muitos usuários do WordPress sentiram ao longo dos anos com as mudanças no editor de texto. O que era antes um sistema perfeito e funcional, começou a ter suas funcionalidades – botões úteis, atalhos práticos – gradualmente removidos. Este processo de ‘desconstrução’ atingiu seu ápice com a transição do familiar Editor Clássico para o inovador, mas controverso, Editor de Blocos.

O WordPress, uma das plataformas de gerenciamento de conteúdo mais populares do mundo, passou por diversas transformações ao longo dos anos, mas nenhuma tão significativa quanto a mudança do Editor Clássico para o Gutenberg, o Editor de Blocos. Essa mudança não foi apenas uma atualização – foi uma completa reformulação na forma de criar e editar conteúdo. Inicialmente, o Editor Clássico, com suas inúmeras opções e botões de edição, atendia bem às necessidades dos usuários. Porém, uma atualização crítica levou à necessidade do plugin “Advanced Editor Tools” para manter algumas funcionalidades essenciais. Muitos viram isso como o “primeiro tiro no pé do WordPress”, e foi apenas o começo de uma série de mudanças que culminariam na implementação do Editor de Blocos.

A Jornada do WordPress: Do Clássico ao Moderno Editor de Blocos
A Jornada do WordPress: Do Clássico ao Moderno Editor de Blocos

O Editor Clássico do WordPress

O Editor Clássico do WordPress, ao longo dos anos, não foi apenas uma ferramenta, mas um companheiro confiável para criadores de conteúdo em todo o mundo. Ele representava a essência do WordPress: uma plataforma amigável, flexível e acessível. Como vamos ver, este editor evoluiu de maneira a atender às necessidades de seus usuários, embora as mudanças subsequentes tenham provocado um debate considerável na comunidade.

Evolução e Funcionalidades

O início do Editor Clássico foi marcado por uma interface simples e uma experiência de usuário intuitiva. Ele oferecia uma ampla variedade de opções de formatação, mantendo-se acessível até mesmo para iniciantes na plataforma. Os usuários podiam facilmente criar textos com aparência profissional, adicionar imagens, e até mesmo manipular diretamente o código HTML para ajustes mais detalhados. Esta combinação de simplicidade e poder fez do Editor Clássico uma escolha predileta entre blogueiros e desenvolvedores web.

Além de suas funcionalidades de edição de texto, o Editor Clássico também oferecia ferramentas para gerenciamento de mídia, permitindo a inserção e edição de imagens e vídeos de maneira eficiente. A facilidade de integrar mídia enriqueceu a experiência de blogging, possibilitando a criação de posts mais dinâmicos e interativos.

A versatilidade do Editor Clássico estava em sua capacidade de atender tanto aos usuários casuais quanto aos mais técnicos. Enquanto os novatos podiam se beneficiar de sua interface amigável, os desenvolvedores experientes tinham a liberdade de explorar funcionalidades mais avançadas. Essa flexibilidade foi fundamental para estabelecer o WordPress como uma ferramenta poderosa para a criação de conteúdo digital.

Mudanças Controversas

A controvérsia começou quando uma atualização significativa do WordPress começou a remover várias dessas funcionalidades amadas. Botões úteis e atalhos começaram a desaparecer, deixando muitos usuários confusos e frustrados. A remoção dessas ferramentas essenciais não só complicou o processo de edição para muitos, mas também sinalizou uma mudança na filosofia de design da plataforma.

Para contornar essas limitações, foi introduzido o plugin “Advanced Editor Tools” (anteriormente conhecido como TinyMCE Advanced). Este plugin procurou restaurar e expandir as funcionalidades perdidas do Editor Clássico, permitindo aos usuários personalizar a barra de ferramentas de edição e reaver algumas das funcionalidades removidas. Embora tenha sido um alívio para muitos, a necessidade de um plugin adicional para restaurar funcionalidades básicas foi vista como um passo atrás na usabilidade e na eficiência do WordPress.

Este foi um período de transição e incerteza, preparando o terreno para a introdução do novo Editor de Blocos, que prometia revolucionar a forma como o conteúdo era criado e gerenciado no WordPress. A decisão de seguir em frente com essa mudança radical dividiu a comunidade do WordPress, com muitos lamentando a perda do Editor Clássico e outros entusiasmados com as possibilidades que o novo editor trazia.

Gutenberg WordPress Editor 1

Transição para o Editor de Blocos

A jornada do WordPress em direção ao Editor de Blocos representa um marco significativo na sua evolução. Essa transição não foi apenas uma mudança de ferramenta, mas sim um reflexo das mudanças nas demandas e expectativas do mundo digital. Vamos explorar as motivações por trás dessa decisão audaciosa e como ela repercutiu na vasta e diversificada comunidade do WordPress.

Motivação para a Mudança

A decisão do WordPress de substituir o Editor Clássico pelo Editor de Blocos, conhecido como Gutenberg, foi impulsionada por várias razões. Primeiramente, a evolução do design web e as crescentes expectativas por sites mais dinâmicos e visualmente ricos exigiam uma ferramenta mais poderosa e flexível. O Editor de Blocos foi concebido para atender a essa necessidade, oferecendo uma abordagem mais moderna e intuitiva para a construção de páginas e posts.

Outro fator-chave foi a crescente competição de outras plataformas de construção de sites, que ofereciam interfaces de arrastar e soltar mais visuais e fáceis de usar. Para manter sua posição de liderança, o WordPress precisava inovar e oferecer uma experiência de usuário que pudesse competir com essas plataformas emergentes.

Além disso, o Editor de Blocos foi projetado para ser mais do que apenas um editor de texto: ele tinha como objetivo transformar a maneira como os usuários interagiam com o WordPress, permitindo a criação de layouts complexos sem a necessidade de conhecimento em codificação. Esta abordagem visava democratizar o design web, tornando-o acessível a um público mais amplo.

Reações da Comunidade

A mudança para o Editor de Blocos, no entanto, não foi recebida de braços abertos por toda a comunidade do WordPress. Muitos usuários sentiram-se frustrados e desorientados com a nova interface, que representava uma mudança radical em relação ao familiar Editor Clássico. Blogueiros, desenvolvedores e criadores de conteúdo expressaram preocupações com a curva de aprendizado, problemas de compatibilidade com temas e plugins existentes, e a percepção de que o novo editor estava sendo imposto sem consideração suficiente pelas necessidades e hábitos dos usuários existentes.

Apesar dessas preocupações, também houve uma parcela da comunidade que acolheu o Editor de Blocos. Estes usuários viam o potencial do novo sistema para criar conteúdos mais ricos e dinâmicos, além de apreciarem a modernização da plataforma. A polarização das opiniões destacou a diversidade da base de usuários do WordPress e o desafio de atender a uma gama tão ampla de necessidades e preferências.

Publicidade

Benefícios do Editor de Blocos

Com a chegada do Editor de Blocos, o WordPress embarcou em uma nova era de design e criação de conteúdo. Apesar das controvérsias e da resistência inicial de parte da comunidade, este novo editor trouxe consigo uma série de inovações e vantagens. Vamos mergulhar nos benefícios que o Editor de Blocos oferece, destacando como ele redefiniu a experiência de edição no WordPress.

Inovação e Flexibilidade

O Editor de Blocos, desde o seu lançamento, representou uma mudança paradigmática na forma como o conteúdo é criado e gerenciado no WordPress. Uma das principais inovações é a introdução do conceito de ‘blocos’, que são essencialmente elementos individuais de conteúdo – como parágrafos, imagens, botões, ou vídeos – que podem ser facilmente adicionados, organizados e personalizados. Esta abordagem modular oferece uma flexibilidade sem precedentes na criação de layouts de página.

Além da flexibilidade, o Editor de Blocos trouxe uma série de funcionalidades avançadas que eram difíceis ou impossíveis de implementar no Editor Clássico sem conhecimento em codificação. Por exemplo, a inclusão de blocos para tabelas, botões de CTA (Call to Action), e até mesmo blocos de conteúdo dinâmico, como os últimos posts, são agora realizáveis com apenas alguns cliques.

Outro ponto forte do Editor de Blocos é a sua interface intuitiva de arrastar e soltar, que torna a experiência de design mais visual e acessível, mesmo para aqueles sem habilidades técnicas. Isso democratizou o design web, permitindo que mais pessoas criassem sites ricos e complexos sem a necessidade de conhecimento em HTML ou CSS.

Comparação com o Editor Clássico

Quando comparamos o Editor de Blocos com o seu predecessor, o Editor Clássico, vemos diferenças significativas em termos de usabilidade e eficiência. Enquanto o Editor Clássico era admirado por sua simplicidade e familiaridade, ele limitava os usuários em termos de design e layout de conteúdo. Por outro lado, o Editor de Blocos oferece uma liberdade criativa muito maior, permitindo aos usuários construir praticamente qualquer layout que possam imaginar.

No entanto, essa liberdade vem com uma curva de aprendizado. Para usuários acostumados com a simplicidade do Editor Clássico, a transição para o Editor de Blocos pode ser inicialmente desafiadora. Contudo, uma vez que os usuários se acostumam com a nova interface, muitos descobrem que o Editor de Blocos é, na verdade, mais eficiente e poderoso, especialmente para a criação de conteúdo visualmente atraente e dinâmico.

Publicidade

Adaptando-se ao Novo Editor

A transição do Editor Clássico para o Editor de Blocos no WordPress pode ser uma jornada desafiadora para muitos. Com uma interface nova e um conjunto diversificado de funcionalidades, adaptar-se ao Editor de Blocos requer uma abordagem paciente e aberta a novas formas de criação de conteúdo. Vamos explorar algumas dicas e recursos que podem ajudar os usuários a fazer essa transição de forma mais suave e eficiente.

Dicas para Transição Suave

Para os usuários que estão migrando do Editor Clássico para o de Blocos, a primeira recomendação é dedicar um tempo para explorar e familiarizar-se com a nova interface. Experimente diferentes blocos e funções para entender como eles podem ser utilizados em seu fluxo de trabalho. Comece com projetos menores ou posts de blog para ganhar confiança antes de passar para tarefas mais complexas.

Outra dica valiosa é aproveitar os recursos educativos disponíveis online. O WordPress e sua comunidade oferecem uma infinidade de tutoriais, guias e fóruns onde você pode aprender dicas práticas e obter respostas para suas dúvidas. Esses recursos podem ser extremamente úteis, especialmente para entender as nuances do Editor de Blocos e como maximizar seu potencial.

Além disso, não tenha medo de experimentar e cometer erros. O processo de aprendizado é gradual, e explorar diferentes maneiras de utilizar o Editor de Blocos pode levar a descobertas criativas e soluções inovadoras para o seu site.

Plugins e Ferramentas Auxiliares

Existem diversos plugins e ferramentas auxiliares que podem enriquecer ainda mais a experiência com o Editor de Blocos. Estes plugins oferecem funcionalidades adicionais, blocos personalizados, e opções de personalização que não estão disponíveis no editor padrão. Alguns exemplos notáveis incluem:

  • Stackable e Kadence Blocks: Estes plugins adicionam uma variedade de blocos avançados e opções de design, permitindo uma personalização mais profunda de suas páginas e posts.
  • Atomic Blocks e Coblocks: Oferecem uma coleção de blocos úteis e layouts prontos para uso, facilitando a construção de páginas complexas.
  • Gutenberg Block Library & Toolkit by EditorsKit: Proporciona opções adicionais de formatação e visibilidade de blocos, aumentando a eficiência na criação de conteúdo.

Ao escolher plugins, é importante considerar a reputação e as avaliações dos mesmos na comunidade WordPress. Plugins bem avaliados e frequentemente atualizados garantem compatibilidade e segurança para o seu site.

futuro wordpress

O Futuro do WordPress

À medida que o mundo digital continua a evoluir, o WordPress, como uma das plataformas de gerenciamento de conteúdo líderes, não está imune a mudanças e inovações. O Editor de Blocos, uma peça central nessa evolução, está no coração das discussões sobre o futuro do WordPress. Vamos mergulhar nas tendências futuras e previsões que podem moldar tanto o WordPress quanto o seu popular Editor de Blocos.

Tendências e Previsões

O futuro do WordPress parece estar fortemente ancorado na continuação do desenvolvimento e aprimoramento do Editor de Blocos. Prevê-se que este editor se torne cada vez mais intuitivo e poderoso, com a introdução de novos blocos e funcionalidades. A tendência é que o foco continue a ser na usabilidade e na flexibilidade, permitindo que os usuários criem sites cada vez mais complexos e dinâmicos sem necessidade de conhecimento em programação.

Outra tendência importante é a crescente integração com tecnologias emergentes, como inteligência artificial e machine learning. Estas tecnologias podem ser utilizadas para oferecer recomendações personalizadas de design, otimização de conteúdo para SEO e melhorias na acessibilidade e usabilidade do site.

Além disso, a importância da performance e da otimização para dispositivos móveis continuará a crescer. O WordPress provavelmente irá incorporar mais ferramentas e recursos para garantir que os sites sejam rápidos, responsivos e otimizados para uma variedade de dispositivos e tamanhos de tela.

Feedback dos Usuários e Atualizações

O feedback dos usuários tem sido e continuará a ser um aspecto crucial no desenvolvimento do WordPress. A comunidade WordPress é conhecida por sua colaboração ativa e feedback constante, que são vitais para orientar as atualizações e melhorias da plataforma. Os desenvolvedores do WordPress costumam levar em consideração as sugestões e críticas da comunidade, ajustando o desenvolvimento do software para melhor atender às necessidades de seus usuários.

A importância desse feedback se torna ainda mais significativa à medida que o WordPress busca equilibrar a necessidade de inovação com a usabilidade e a satisfação do usuário. As atualizações futuras provavelmente serão moldadas por um equilíbrio entre introduzir novas funcionalidades e garantir que elas sejam acessíveis, intuitivas e valiosas para a ampla base de usuários do WordPress.


A evolução do WordPress, da era do Editor Clássico até a introdução do Editor de Blocos, reflete uma jornada de adaptação e inovação. As mudanças enfrentadas pela plataforma, embora inicialmente controversas, abriram caminho para novas possibilidades em design de sites e criação de conteúdo. O Editor de Blocos, com sua abordagem modular e flexível, simboliza o compromisso do WordPress em oferecer ferramentas que atendam às demandas de um ambiente digital em constante evolução.

Olhando para o futuro, o WordPress continua a se posicionar como uma plataforma líder no gerenciamento de conteúdo. Com uma comunidade ativa e uma disposição para integrar novas tecnologias e feedback dos usuários, espera-se que o WordPress mantenha sua relevância e continue a evoluir, oferecendo soluções inovadoras e acessíveis para criadores de conteúdo de todos os níveis.


  • O que motivou a mudança do Editor Clássico para o Editor de Blocos?

    A mudança foi motivada pela necessidade de modernizar o WordPress, tornando-o mais intuitivo e flexível para design de sites. A competição com outras plataformas e a demanda por layouts mais dinâmicos também influenciaram essa decisão.

  • Posso ainda usar o Editor Clássico no WordPress?

    Sim, é possível usar o Editor Clássico através do plugin “Classic Editor”, que permite aos usuários escolher entre os dois editores.

  • Quais são os principais benefícios do Editor de Blocos?

    O Editor de Blocos oferece maior flexibilidade de design, uma interface de arrastar e soltar intuitiva, e a capacidade de criar layouts complexos sem conhecimento em codificação.

  • O Editor de Blocos é mais difícil de usar do que o Clássico?

    Há uma curva de aprendizado inicial, mas muitos usuários acham o Editor de Blocos mais eficiente e poderoso após se acostumarem com sua interface e funcionalidades.

  • Como posso aprender a usar o Editor de Blocos?

    O WordPress e a comunidade online oferecem diversos tutoriais, guias e fóruns para ajudar os usuários a se familiarizarem com o Editor de Blocos.

  • O Editor de Blocos é compatível com todos os temas e plugins do WordPress?

    A maioria dos temas e plugins modernos é compatível com o Editor de Blocos, mas alguns mais antigos podem necessitar de atualizações ou ajustes.

  • Existem plugins que expandem as funcionalidades do Editor de Blocos?

    Sim, existem vários plugins, como o Stackable, Kadence Blocks e Atomic Blocks, que adicionam novos blocos e funcionalidades ao Editor de Blocos.

  • Posso personalizar blocos no Editor de Blocos?

    Sim, os blocos no Editor de Blocos são altamente personalizáveis, permitindo ajustes de design, tamanho, cor e outros aspectos.

  • A transição para o Editor de Blocos afetou a performance dos sites?

    Não necessariamente. Enquanto o Editor de Blocos introduz mais funcionalidades, a performance do site depende de vários fatores, incluindo otimização de tema e plugins.

Rafael Gouveia

Especialista em SEO, Wordpress e Marketing Digital, Rafael tem 38 anos e é um apaixonado por tecnologia, computadores, videogames e chopp gelado. É o fundador e principal redator do Media Manager, além de atuar como programador, analista e gerente de mídias sociais. Rafael também escreve e compartilha dicas no blog RG Games, que leva o seu nome, e possui alguns canais no YouTube. Nos finais de semana, ele solta a voz como cantor. Além disso, é pai da pequena Maju.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo